Grupo de estudos Egrégora transaberes

Nessa Egrégora, vamos tecer a confluência ao longo da filosofia, magia, ciência e arte, culminando na experiência do aqui e agora. Muitos autores como Deleuze & Guattari, Tim Ingold, Nisargadatta, Clarice Lispector etc, nos ajudarão nessa itinerância.

Em alguns encontros vamos desenvolver algumas práticas criadas por Nelson, como exercício em vórtex e a assimilação onírica serão experimentadas.

O grupo de estudos é contínuo, sendo que a Egrégora decide os próximos temas. As pessoas podem entrar e sair a qualquer momento.

Nos primeiro encontros, trataremos do tema “Liberdade e serenidade em tempos instáveis”. A partir da apreensão dos conceitos de imanência e liberdade em Spinoza e seus intercessores, vamos abordar as novas e libertárias propostas antropológicas e arqueológicas de David Graeber e David Wengrow, atualizados com o conceito de guerras híbridas, sobretudo como desdobra Andrew Korybko, para compor uma percepção precisa do que ocorre no mundo hoje. Nossos conceitos estendidos por nossas práticas, suscitarão ressonâncias para cultivar um mundo mais ético e criativo.

Dia: toda primeira segunda do mês, exceto em setembro.

Próximas datas: 06 de junho, 04 de julho, 01 de agosto, 12 de setembro, 03 de outubro e 07 de novembro.

Hora: 19h00 às 22h00

Valor: 50,00 por encontro. Encontros anteriores podem ser adquiridos gravados por R$30,00. Caso queira se inscrever nos próximos encontros sem ter assistido as aulas anteriores, tudo bem.

Plataforma: Zoom

Atrator: Nelson Job é criador do campo experimental e conceitual transaberes, psicólogo, doutor pela UFRJ e autor dos livros “Confluências entre magia, filosofia, ciência e arte: a Ontologia Onírica” e “Vórtex: modulações na Unidade Dinâmica”.

As aulas ficarão disponíveis gravadas.

Inscrições e informações: nelson@transaberes.com

Resumos dos encontros realizados:
01) Um comentário sobre o livro “A Dawn of Everything” de Graber & Wengrow e seus desdobramentos na compreensão sobre igualdade e poder. A invenção da transcendência enquanto estratégia do poder no Egito Antigo.

02) O problema da questão moral do ativismo. A linguagem como aprisionamento. O controle na literatura e como ela pode nos ajudar a se livrar do controle.

2 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.